Relacionamento (123)

Sub-categorias

Vitrine (6)

Com mais de 20 anos de existência, a ANEPAC vem trabalhando para o fortalecimento do segmento de agregados no Brasil, dentro do cenário econômico brasileiro, através de diversas ações junto aos setores público e privado. Muito tem sido feito neste período e os resultados são inegáveis.

Pensando em intensificar ainda mais este trabalho, a entidade está promovendo um redirecionamento de suas ações comerciais que têm como objetivo o estreitamento das relações com seus públicos, especialmente associados e parceiros comerciais.

Conheça a vitrine de produtos destinados aos parceiros da ANEPAC.

Ver itens ...

Palestras (0)

A Indústria em números - Dezembro 2018

Por: CNI

 

Resíduos da mineração: Desafios para o futuro

Por: Fernando Mendes Valverde - ANEPAC

 

Construção civil – Balanços e perspectivas

Por: Jose Romeu - Sinduscon-SP

 

Desafios do setor de agregados

Por: Fernando Valverde-ANEPAC / Abimex 2018

 

Mercado de agregados – SP

Por: Fernando Valverde – ANEPAC / Deconcic 2018

 

O segmento de arquitetura e engenharia consultiva

Por: Fernando Mentone – Sinaenco

 

Perspectivas da indústria de materiais de construção

Por: Rodrigo Navarro – ABRAMAT

 

Perspectivas na ótica da indústria do cimento

Por: Paulo Camilo - SNIC

 

Tendências no mercado da construção

Mario Marques - Sobratema

 

Ver itens ...
Sábado, 19 Dezembro 2020 15:44

ANEPAC lamenta morte de Tasso de Toledo Pinheiro

 

A ANEPAC lamenta a morte, hoje pela manhã, 19 de dezembro de 2020, do empresário Tasso de Toledo Pinheiro, presidente da Tavares Pinheiro Industrial. Gestor competente, amigo sincero, Tasso foi responsável por muitas das conquistas do setor de agregados. Presidiu o SINDIPEDRAS-SP por mais de 20 anos, foi primeiro diretor tesoureiro da ANEPAC quando esta foi criada em 1995, além de coordenador do COMIN/FIESP e sempre esteve presente nos momentos mais importantes. Sua partida, e de sua esposa Vera Lygia de Toledo Pinheiro, que morreu em 26 de novembro, deixam uma lacuna sem precedentes na história da ANEPAC e do setor de agregados.

ANM apresenta novo sistema de requerimento para pesquisa mineral

A Agência Nacional de Mineração divulgou o novo sistema de requerimento eletrônico de pesquisa mineral. Com essa mudança, usuários que enviarem pedidos de pesquisa receberão a resposta de aprovação em até 34 dias, sendo 30 dias para cumprir a exigência do Código de Mineração e 4 dias para publicar no Diário Oficial da União. No sistema anterior, o prazo era de dois anos. A atualização desse processo é limitado aos requerimentos de pesquisa e totalmente online. Além disso, trará uma economia de R$ 1 bilhão ao setor mineral. Caso a pesquisa interfira em alguma outra área, como ambiental, indígena ou algum bloqueio, o requerimento é enviado para as agências responsáveis para análise, podendo ultrapassar os 34 dias. 

Outra vantagem da nova ferramenta é que o processo é auto declaratório. O solicitante se responsabiliza pela veracidade das informações prestadas e, no caso de informações irregulares, ele perde a área e responde civil, criminal e administrativamente.

Acesse o site para saber mais. 

Sociedade Brasileira de Geologia organiza mesa redonda virtual para discutir o futuro da Mineração

A Sociedade Brasileira de Geologia (SBG) realizará, na próxima sexta-feira, dia 31/07, às 16h, uma mesa redonda virtual no canal do Youtube da SBG. O tema da discussão será: Mineração em Tempos de Pandemia: o que Vivemos e o Futuro que nos Espera”. O presidente executivo da ANEPAC, Fernando Valverde, é um dos debatedores convidados.

Acesse o canal do Youtube da SBG.

Novo Marco de Saneamento é sancionado e garante qualificar o setor

O Governo Federal sancionou o Novo Marco Legal do Saneamento Básico, cujo principal objetivo é qualificar e universalizar o serviço prestado. O Marco também apresenta como meta que 99% da população brasileira tenha acesso à água potável e 90% tenha tratamento e coleta de esgoto. Além disso, a lei também pretende revitalizar bacias hidrográficas, redução de perda de água e preservação do meio ambiente. Leia na íntegra aqui.

Plano Nacional de Mineração será divulgado até o início de agosto

O Ministério de Minas e Energia divulgará um Plano Nacional de Mineração de metas para até 2023. O planejamento abordará temas como sustentabilidade, economia, imagem da mineração na sociedade e projeto de expansão para novas áreas. O ministério pretende, ainda, formar um conselho para cuidar das políticas minerais do país. O programa deverá ser divulgado até o início de agosto. Confira a matéria completa aqui.

Portaria do MME determina que ANM deverá comunicar lavra ilegal à PF e ao MPF

O Ministério de Minas e Energia (MME) determinou que a Agência Nacional de Mineração (ANM) deverá comunicar lavra ilegal ou irregular à Polícia Federal, ao Ministério Público Federal e aos órgãos competentes. Para a fiscalização, a ANM terá que apresentar um relatório detalhado da atividade constando dados dos autores, da substância lavrada, quantidade, qualidade e valores. Acesse a matéria completa aqui.

Diretoria do Banco Mundial aprova a 2ª Fase do Projeto Meta

A Diretoria Executiva do Banco Mundial aprovou um novo Acordo de Empréstimo com o governo federal, por intermédio do Ministério de Minas e Energia. O financiamento de R$200 milhões será investido em pesquisas, serviços de consultoria e projetos voltados para a busca de melhorias das políticas públicas de energia elétrica, mineração, petróleo, gás natural e combustíveis renováveis. Este novo acordo dará continuidade à primeira fase do Projeto de Assistência Técnica aos setores de Energia e Mineral - Projeto Meta, que iniciou-se em 2012. Leia a matéria completa no site: http://www.mme.gov.br/todas-as-noticias/-/asset_publisher/pdAS9IcdBICN/content/diretoria-do-banco-mundial-aprova-a-2-fase-do-projeto-meta-para-modernizar-os-setores-de-energia-e-mineral-do-brasil

ANM lança Plano Lavra a fim de desburocratizar os trâmites entre agência e minerador

A partir de hoje (11/05) entra em vigor o Plano Lavra, lançado pela Agência Nacional de Mineração. O plano visa algumas ações que tem como finalidade desburocratizar os trâmites entre agência e minerador, para amenizar os impactos sofridos pelo setor mineral desde o início da pandemia mundial e melhorar o ambiente de negócios. Já neste primeiro momento é possível perceber mudanças tanto na produção, com a permissão de produzir garrafas de água mineral com PET reciclado, quanto na parte administrativa, no caso de modificações de titulares. Confira na íntegra:

ANM realiza 8ª Reunião Extraordinária Pública da Diretoria Colegiada para discutir assuntos relevantes para o setor mineral

Na última sexta-feira (08/05) aconteceu a 8ª Reunião Extraordinária Pública da Diretoria Colegiada da ANM, por videoconferência. Na reunião foram abordados assuntos relevantes para a comunidade da mineração, além de terem sido tomadas decisões importantes em relação a alguns processos, como o critério de incidência das alíquotas de CFEM e o decaimento parcial de Concessão de Lavra. Acesse o 1º Repertório Trimestral das Decisões da Diretoria Colegiada da ANM em 2020:

CFEM divulga lista provisória de municípios afetados que podem receber verba

Municípios afetados pela atividade mineral poderão receber a Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (CFEM). A ANM divulgou a lista provisória dos municípios impactados pela atividade que estão aptos a receber. Foram listadas cidades que não produzem mas são afetadas pela mineração abrigando portos, ferrovias, minerodutos e aquelas que abrigam estruturas como barragens e pilhas de rejeitos. As prefeituras têm até o dia 30/04 para solicitar a inclusão do município na lista ou pedir revisão, já que a listagem oficial sairá no dia 09/05. Acesse o documento completo:

 

Publicidade

Associe-se

Conheça as vantagens para se tornar um associado da ANEPAC.

Cadastre-se

Acompanhe as novidades e ações da ANEPAC.